Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política

Política » Polícia da Itália indicia Pizzolato por falsidade ideológica

Eleições

Divulgação

Política

mensalao

Polícia da Itália indicia Pizzolato por falsidade ideológica

Justiça italiana negou ao petista pedido de liberdade condicional apresentada por sua defesa

0

O Estado de S.Paulo

14 Fevereiro 2014 | 02h03

O ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, que está preso na Itália, foi indiciado pela polícia da cidade de La Spezia "por substituição de pessoa, falso testemunho a um oficial público e falsidade ideológica", segundo a agência de notícias Ansa.

O petista foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal a 12 anos e 7 meses de prisão pelos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Conforme as investigações, ele fugiu do Brasil e entrou na Itália com um passaporte falso com o nome de seu irmão Celso, que morreu há 36 anos. Pizzolato foi preso no início do mês na casa de um sobrinho na cidade de Maranello. Conforme a polícia italiana, durante dois meses ele morou em uma casa alugada na costa da Ligúria, região onde fica La Spezia. Na residëncia foram encontrados pen drives e documentos bancários.

A Justiça italiana negou ao petista, na semana passada, pedido de liberdade condicional apresentada por sua defesa.

Mais conteúdo sobre: