1. Usuário
Assine o Estadão
assine

PF acha elo de Valério e empresário do ABC

ANDREZA MATAIS e FAUSTO MACEDO - O Estado de S. Paulo

23 Agosto 2014 | 03h 00

Documento apreendido com contadora de Youssef mostra empréstimo de R$ 6 milhões entre condenado no mensalão e empresa de Ronan Maria Pinto, de Santo André

(Atualizado no sábado, 23, às 11h23)

BRASÍLIA - A Polícia Federal apreendeu no escritório da contadora do doleiro Alberto Youssef um contrato de empréstimo no valor de R$ 6 milhões entre o empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, condenado no esquema do mensalão, e uma empresa de Ronan Maria Pinto, empresário de Santo André (Grande SP).

O Estado teve acesso a cópia do contrato entre a empresa 2 S Participações Ltda, de Valério, e a Expresso Nova Santo André, de Ronan Maria, e a Remar Agenciamento e Assessoria. 

WESLEY RODRIGUES/HOJE EM DIA - 16/11/2013
Empresa de Valério (de camisa vermelha) fez contrato para repassar R$ 6 mi

O documento foi assinado em outubro de 2004. As prestações seriam pagas entre 2004 e 2005. Na capa do contrato esta escrito à mão “Enivaldo” e “confidencial”. Enivaldo pode ser uma citação a Enivaldo Quadrado que trabalhava para Youssef e teve o nome envolvido no esquema do mensalão. Youssef é apontado pela PF como operador de um esquema de desvio de dinheiro de contratos da Petrobrás e lavagem de dinheiro. 

Em depoimento ao Ministério Público em dezembro de 2012, revelado pelo Estado, Valério afirmou que dirigentes do PT pediram a ele R$ 6 milhões que seriam destinados ao empresário Ronan Maria Pinto. O dinheiro serviria, segundo Valério, para que o empresário parasse de chantagear o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o então secretário da Presidência, Gilberto Carvalho, e o então ministro da Casa Civil, José Dirceu. 

Ronan tentava relacionar Lula, Carvalho e Dirceu a suspeitas de corrupção na cidade que teriam motivado o assassinato do prefeito Celso Daniel, em 2002 - a conclusão da polícia paulista é de que ele foi vítima de um crime comum, não político.

Citação. O nome da Expresso Nova Santo André, da qual Ronan Maria é sócio, aparece apenas no último parágrafo do contrato assinado por Valério (que assina o documento) e por um representante da Remar Agenciamento e Assessoria. No documento, contudo, esta claro que a empresa de Ronan é “mutuária” do acordo de empréstimo. 

A Remar está em nome de Oswaldo Rodrigues Vieira Filho e Salua Sacca Vieira. Ela afirmouque seu nome foi colocado como sócia da empresa pelo ex-marido, Oswaldo, sem seu consentimento. “Meu nome estava ai de gaiato, de bobeira. Não trabalhava com ele, não sei o que essa empresa faz”, afirmou Salua. Vieira Filho não foi localizado. 

COM A PALAVRA, RONAN MARIA PINTO

Por meio de sua Assessoria de Imprensa, o Grupo Ronan Maria Pinto esclareceu que o empresário não tomou qualquer empréstimo de nenhuma empresa de Marcos Valério. 

ESTADO: Cópia do contrato foi apreendida no escritório da contadora do doleiro Alberto Youssef. O sr Roman tem conhecimento por qual razão esse documento estava nesse escritório?

Resposta: Ronan Maria Pinto não conheceu o sr. Marcos Valério, exceto pelo noticiário jornalístico. A empresa Remar Agenciamento e Assessoria Ltda. não pertence a Ronan. A pergunta, portanto, não pode ser respondida por ele: deve ser dirigida aos proprietários e diretores das empresas citadas.

ESTADO: O sr. Ronan poderia esclarecer a razão desse empréstimo tomado de uma empresa do Marcos Valério?

Resposta: Ronan Maria Pinto não tomou qualquer empréstimo de nenhuma empresa pertencente ao sr. Marcos Valério. Obteve créditos na Remar, como em bancos diversos, para o giro de suas atividades empresariais.

ESTADO: Marcos Valério disse, em depoimento ao Ministério Público, que o PT pediu a ele que conseguisse R$ 6 milhões para o sr. Ronan parar de chantagear o partido. O mesmo valor do empréstimo. O que ele diz a respeito?

Resposta: A declaração do sr. Marcos Valério já foi publicamente desmentida. Ronan Maria Pinto não o conhece pessoalmente, jamais conversou com ele, e não lhe fez, portanto, qualquer tipo de solicitação.

  • Tags: