Pedro Taques é eleito governador em Mato Grosso com 57%

Candidato do PDT obtém 57,25% dos votos válidos no Estado; Lúdio Cabral, do PT, soma 32,45% e não evita derrota no primeiro turno

O Estado de S. Paulo

05 Outubro 2014 | 20h30

O senador Pedro Taques (PDT) foi eleito governador pelo Mato Grosso neste domingo, 5, com 57,25% dos votos válidos do primeiro turno. Ele obteve 833.788 mil votos. O segundo colocado foi Lúdio Cabral (PT), que obteve com 32,45% (472.507 votos).

O Estado do Centro-Oeste tem pouco mais de 2,188 milhões de eleitores cadastrados, dos quais 501.407 se abstiveram de votar para nas 6.748 seções eleitorais mato-grossenses - o equivalente a 21,91%. Dos cerca de 1,686 milhão de eleitores que compareceram às urnas, 139.231 votaram nulo para governador (8,25% do total de votos confirmados) e 91.340 votam em branco (5,41%).

Para o Senado Federal foi eleito Wellington Fagundes (PR), com 48,19% dos votos (646.344). Brancos e nulos para o Senado somaram 345.566, atingindo 20,49% dos votos válidos. Cerca de 1,3 milhão de eleitores votaram para senador no Mato Grosso. O PSB elegeu dois deputados federais. O PSDB, PT, PMDB, PP, PSC e Pros elegeram um deputado, cada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.