1. Usuário
Assine o Estadão
assine


‘Não tenho medo de partido nenhum’, diz Campos

Pedro Venceslau - O Estado de S.Paulo

13 Janeiro 2014 | 02h 05

Provocado no Facebook por uma internauta que questionou se ele tinha temor do PT, governador afirma que o receio é de 'quem não quer que as coisas mudem'

Depois de ser chamado de "tolo" e "playboy" em um texto sem assinatura publicado na página oficial do PT no Facebook na semana passada, e responder que os "cães ladram e a caravana passa" em um post na mesma rede social, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), disse que "não tem medo de partido nenhum". Ele reagiu ao ser provocado por uma internauta.

"Meus comentários estão sendo censurados. É medo do PT?", escreveu Ana Maria Valente no sábado à noite. "Não temos medo de partido nenhum (...) Quem tem medo, Ana Maria, é quem não quer que as coisas mudem, porque vão mudar", rebateu Campos.

Segundo a assessoria do PSB, a página do governador no Facebook é atualizada diariamente por uma equipe formada por dois diretores de arte, dois redatores e três analistas de mídias sociais. Aliados de Campos revelam que ele não tem o hábito de navegar pelas redes sociais e que o grupo tem autonomia. Quando deseja enviar alguma mensagem específica, porém, encaminha o texto por email ou dita por telefone para assessores.

O bate-boca virtual entre petistas e aliados de Campos deverá ter reflexos até no Congresso Nacional, onde o PSB ameaça fazer oposição sistemática ao governo como resposta ao texto divulgado no Facebook. "Não podemos continuar apoiando quem nos desrespeita, quem nos agride", disse o deputado Beto Albuquerque, líder do PSB na Câmara.

Fake. Em outra frente, os "avatares" de Dilma Rousseff no Facebook, o "Dilma Bolada", e de Eduardo Campos, denominado "Eduardo Descolado", também bateram boca no ambiente virtual. Embora não sejam produzidos oficialmente pela equipe dos dois políticos, ambos são usados para fazer, em tom de humor, elogios a eles e críticas aos adversários.

Em uma montagem que imita a apresentação dos participantes do programa Big Brother Brasil, Campos foi chamado de "traíra" por Dilma Bolada.

"Traíra é nome de um peixe. Se cair na REDE é peixe!", respondeu "Eduardo Descolado", fazendo um trocadilho com o partido da ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva.