1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Marina sonhou em ser freira, mas convivência com Chico Mendes a fez entrar para a política

O Estado de S. Paulo

20 Agosto 2014 | 21h 10

Em 2010, dois anos após deixar Ministério do Meio Ambiente, ela conquistou 19,6 milhões de votos em disputa presidencial

Até conhecer o ativista ambiental Chico Mendes, em meados da década de 1970, os planos de Marina Silva eram se dedicar à vida religiosa e tornar-se freira. A convivência com o líder seringueiro, no entanto, aproximou Marina do sindicalismo e da causa ambiental. Com Chico fundou a Central Única dos Trabalhadores no Acre e logo depois filiou-se ao PT, em 1985. A partir de então, a ex-senadora vem acumulando resultados e estratégias que surpreendem até mesmo a seus interlocutores mais próximos. 

No Senado, enfatizou sua atuação voltada às pautas ambiental e indígena, que guiaram também sua gestão à frente do Ministério do Meio Ambiente durante o governo Lula. Como ministra comemorou a queda dos índices de desmatamento e travou embates com o Palácio do Planalto, que, para ela, priorizava um modelo de "desenvolvimento a qualquer custo". 

Eraldo Peres/AP
Marina é oficializada como candidata à Presidência da República

Dois anos após deixar o cargo, em 2010, Marina disputou a Presidência pelo PV, em uma campanha articulada essencialmente pelas redes sociais e com apenas 1min23s de propaganda na TV. Os 19,6 milhões de votos fizeram Marina levar adiante seu projeto político, traduzido por expressões como "nova política" e "debate programático" - em vez de pragmático. Atraiu simpatizantes do PT, PSDB e PV.

O método "sonhático" da ex-senadora, porém, não viabilizou a criação de seu próprio partido, a Rede Sustentabilidade, a tempo de disputar as eleições. Entre desistir da campanha e filiar-se a uma legenda pequena, optou por uma terceira e inesperada alternativa: aliou-se ao ex-governador Eduardo Campos (PSB). Ao lado dele, tentava manter viva a imagem de uma candidatura "terceira via", com o discurso focado no combate às "velhas políticas" e na defesa de um modelo econômico sustentável.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo