DIDA SAMPAIO/ESTADÃO
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

'Eu e Meirelles consideramos todas as possibilidades', afirma Temer

Presidente volta a deixar claro interesse de disputar reeleição; ministro da Fazenda pode ser vice

André Ítalo Rocha e Francisco Carlos de Assis, O Estado de S.Paulo

26 Março 2018 | 18h58

SÃO PAULO -  O presidente Michel Temer voltou atrás em sua declaração sobre a possibilidade de o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, deixar o governo para tentar ser candidato a presidente da República neste ano. Temer, que no início da tarde havia confirmado a saída de Meirelles, dessa vez tratou o assunto como algo ainda a ser decidido pelo ministro.

"Eu e o ministro Meirelles consideramos as várias hipóteses no fim de semana, não havia exatamente uma decisão, mas considerando a hipótese de sua saída. E, evidentemente, ao cuidar de sua saída, se ele vier a sair, vou ouvi-lo muito na indicação do seu substituto", disse o presidente a jornalistas, depois de participar de evento na FecomercioSP, em São Paulo.

+ MDB tenta colar Meirelles em plano eleitoral de Temer

Além disso, Temer deixou claro que ainda está viva a chance de ele próprio ser candidato a presidente. "Estou considerando", afirmou o emedebista, após pergunta sobre a sua intenção de tentar ficar mais quatro anos no Palácio do Planalto.

Tanto Temer quanto Meirelles pensam em ser o candidato governista. Uma das alternativas em discussão é Temer como candidato a presidente e Meirelles como vice. O ministro, hoje filiado ao PSD, deve se filiar ao MDB, mesmo partido do presidente.

+ Saída de Meirelles oficializa a corrida para quem irá sucedê-lo na Fazenda

Sobre a possibilidade de Meirelles ser seu vice, o presidente esquivou-se da pergunta ao afirmar que o ministro está preparado para cumprir qualquer função pública. Disse também que não faz nenhuma objeção à ida do ministro para o seu partido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.