Em defesa de colega, Collor chama Gurgel de 'prevaricador'

Em discurso durante a eleição no Senado, o ex-presidente e senador Fernando Collor (PTB-AL) criticou o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, a quem chamou de "chantagista" e "prevaricador". Ele classificou de "pseudodenúncia" a acusação que Gurgel apresentou ao Supremo contra Renan, há uma semana, segundo a qual o peemedebista teria usado notas frias para comprovar o patrimônio.

O Estado de S.Paulo

02 Fevereiro 2013 | 02h06

Gurgel não comentou as declarações. A rixa de Collor contra ele teve início na CPI do Cachoeira, em que o senador questionou a demora do procurador-geral em investigar a relação de Demóstenes Torres (GO) com o contraventor Carlinhos Cachoeira.

Na ocasião, ele entrou com um pedido de impeachment contra Gurgel no Senado e com representações no Conselho Nacional do Ministério Público. "O senhor procurador-geral não tem autoridade para apresentar qualquer denúncia contra nenhum parlamentar. Tem contra si, tramitando na Casa, representação contra sua atuação (...) É chantagista, prevaricador e cometeu crime de responsabilidade." / R.B. e D.B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.