1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Dirceu arrecada R$ 225 mil em dois dias de campanha na internet

MATEUS COUTINHO , RICARDO GALHARDO - O Estado de S.Paulo

15 Fevereiro 2014 | 02h 08

Ex-ministro repete estratégia de outros petistas que já pagaram suas multas do mensalão com ajuda de doações

Em três dias, o site para arrecadar fundos para o pagamento da multa de R$ 971 mil do ex-ministro José Dirceu no processo do mensalão já atingiu a marca de R$ 225 mil. A quantia foi divulgada ontem e é mais que o dobro do que havia sido arrecadado no dia anterior, quando foi divulgado o valor de R$ 96 mil.

Ao todo, segundo o Núcleo Jurídico do PT, responsável por organizar as campanhas de doação dos petistas presos, já foram registradas contribuições de mais de 500 pessoas. Dentre os doadores estão o jornalista Fernando Morais e o jurista e professor de Direito da PUC-SP, Celso Antônio Bandeira de Mello (mais informações ao lado).

"Estamos absolutamente tranquilos em relação à legalidade. As doações constarão no imposto de renda de Dirceu", afirmou ontem o coordenador do Núcleo Jurídico do PT, Marco Aurélio Carvalho.

Ainda segundo Carvalho, o partido possui ainda uma cartilha para orientar os colaboradores que estão fazendo doações.

Condenado a 10 anos e 10 meses como o mentor do mensalão, Dirceu terá um novo julgamento sobre sua condenação por formação de quadrilha na próxima quinta-feira. O ex-ministro cumpre pena por corrupção passiva e pode ter sua pena total reduzida para sete anos e 11 meses caso seja absolvido por formação de quadrilha.

Campanhas. Somente as campanhas do ex-presidente da sigla José Genoino e do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares conseguiram arrecadar juntas mais de R$ 1,7 milhão.

Primeira a ser lançada, a campanha de Genoino arrecadou R$ 760 mil, mais que o suficiente para pagar sua multa de R$ 667,5 mil, quitada em janeiro.

Do excedente arrecadado por Genoino, R$ 30 mil foram repassados para Delúbio.

Em menos de duas semanas o ex-tesoureiro conseguiu arrecadar mais de R$ 1 milhão, A quantia é mais do que o dobro de sua multa, de R$ 466 mil, também já quitada. O excedente de Delúbio, por sua vez, será utilizado para quitar a dívida de R$ 373,5 mil imposta ao ex-presidente da Câmara, João Paulo Cunha, também condenado no mensalão. Ele deve quitar sua dívida na próxima semana.

  • Tags:

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo