Dilma vence em Hortolândia, única cidade onde Alckmin perdeu no 1º turno

Dilma vence em Hortolândia, única cidade onde Alckmin perdeu no 1º turno

Município foi um dos 70 no Estado onde a presidente conseguiu se sair melhor que Aécio; em São Paulo o tucano obteve seu melhor desempenho, com 64,31% dos votos válidos

Mateus Coutinho, O Estado de S. Paulo

28 Outubro 2014 | 11h51

 No Estado de São Paulo, onde teve um de seus piores desempenhos, a presidente Dilma Rousseff conseguiu uma votação melhor que o tucano Aécio Neves em apenas 70 das 645 cidades do Estado, incluindo Hortolândia, único município onde o governador reeleito Geraldo Alckmin (PSDB) não foi o mais votado no primeiro turno.

A cidade da região de Campinas deu à presidente 56,69% dos votos válidos no 2º turno, contra 43,31% de Aécio, uma diferença de quase 14 mil votos. Na eleição para o governo estadual, definida no primeiro turno, o petista Alexandre Padilha teve 38,6% dos votos válidos contra 34,88% do governador reeleito.

Na capital paulista, contudo, Aécio conseguiu quase o dobro de votos de Dilma, alcançando 63,81% dos votos contra 36,19% da petista. O desempenho foi semelhante ao obtido no Estado, onde o tucano teve 64,31% dos votos válidos, contra 35,69% da petista.

Outro dado que chamou a atenção foi o fato de que, dos municípios do entorno da capital onde Marina Silva (PSB) obteve mais votos do que os rivais no primeiro turno, apenas em uma a presidente Dilma conseguiu mais votos que o tucano no segundo turno.

Marina venceu nos municípios de Guarulhos, Suzano, Poá, Ferraz de Vasconcelos e Mauá no primeiro turno. Destes, apenas em Ferraz de Vasconcelos a petista teve desempenho melhor que o de Aécio no segundo turno, com 51,13% dos votos contra 48,87%, uma diferença de 2001 votos.

Mais conteúdo sobre:
Eleições Dilma Rousseff São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.