1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Dilma e Marina concentram duelos em segundo debate entre presidenciáveis

REUTERS

01 Setembro 2014 | 19h 49

Já na primeira pergunta do debate, Dilma atacou a proposta de política econômica de Marina, afirmando que ela geraria desemprego e recessão

Márcio Fernandes/Estadão
Dilma Rousseff no segundo debate entre candidatos à Presidência

Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB) concentraram nesta segunda-feira os principais duelos no segundo debate entre os candidatos à Presidência da República.

Enquanto Dilma e Marina, empatadas na liderança das intenções de voto nas pesquisas, travaram os principais confrontos, Aécio Neves (PSDB), agora numa distante terceira posição, concentrou seus ataques à presidente.

Por conta das regras do encontro realizado por SBT, Jovem Pan, UOL e Folha de S. Paulo, não duelou diretamente com Marina nenhuma vez.

Já na primeira pergunta do debate, Dilma atacou a proposta de política econômica de Marina, afirmando que ela geraria desemprego e recessão, e seu discurso sobre governabilidade.

"Quem escolhe os bons não somos nós presidentes, é o povo brasileiro", disse Dilma em resposta ao discurso de Marina de que, se eleita, governará com os melhores no Congresso Nacional.

Marina, por sua vez, fez ataques duros à gestão da Petrobras e à polìtica econômica de Dilma e repetiu que a presidente não reconhece os problemas.

"A estabilidade econômica foi uma conquista da sociedade brasileira que, infelizmente, foi negligenciado no governo da presidente Dilma", disse a candidata do PSB.

Aécio, por sua vez, disse mais uma vez que o governo Dilma fracassou e que ele representa uma mudança segura.

"A nossa mudança é uma mudança consistente", garantiu o tucano, acrescentando que não se "converteu" a posições diferentes do que defende há décadas, numa alusão ao histórico político de Marina, que durante muitos anos foi do PT.

(Reportagem de Eduardo Simões)