Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política

Política » Animada após o debate, Dilma tira selfies e dá 'beijinho no ombro'

Eleições

Wilton Junior

Política

Animada após o debate, Dilma tira selfies e dá 'beijinho no ombro'

Presidente e candidata à reeleição fez questão de sentar com indecisos após encontro na Globo para esclarecer questões

0

Vera Rosa e Luciana Nunes Leal,
O Estado de S. Paulo

25 Outubro 2014 | 01h17

A presidente Dilma Rousseff posou para fotos, fez "selfies" e cumprimentou eleitores indecisos que estavam no estúdio, após o debate da TV Globo, nesta sexta-feira, no Rio. Quando um cinegrafista pediu que ela abraçasse novamente uma das participantes do programa, Dilma não só seguiu a recomendação como lhe deu um beijo no ombro. "Beijinho no ombro é a grande coisa da vida", afirmou, recorrendo a uma canção popular, na tentativa de se aproximar daqueles que não sabiam em quem votar no domingo.  

Questionada por um repórter se estava tranquila para a eleição, a candidata do PT ao segundo mandato abriu um sorriso. "Meu querido, em eleição a gente só fica tranquilo quando fechar", respondeu. "Eu tenho muita fé."

Dilma atravessou depois o estúdio e sentou-se ao lado dos indecisos da outra ponta. "Causamos!", exclamou ela, recorrendo a uma linguagem jovial. A presidente explicou o Pronatec para alguns deles porque disse não ter conseguido falar tudo no tempo cronometrado pelo apresentador William Bonner. Todos ouviram com atenção.

" 'Ocês' estão muito comportados, demais da conta, porque o povo não é assim não", afirmou a candidata do PT, com sotaque mineiro. Na sessão de beijos e abraços, um eleitor contou a Dilma que era do Rio Grande do Sul, onde ela construiu sua trajetória política. "Gaúcho, tchê? Olha lá...", brincou ela. Ao avistar uma repórter de Brasília registrando a cena pelo celular, Dilma não se conteve e perguntou: "Até tu, Brutus?"

Bem humorada, a presidente recusou até mesmo a "oferta" de Ali Kamel, diretor geral de Jornalismo da TV. "Gente, ela quer descansar!", pediu Kamel. "Quem é ela? Quem quer descansar?", perguntou a presidente. "A senhora", respondeu o jornalista. "Eu? Não, estou muito bem assim", garantiu a candidata. "É a própria foto de álbum de família!".

Um dos indecisos quis declarar voto nela, mas ouviu que não poderia fazer isso ali. "Pode declarar, sim, meu filho", disse Dilma, ao deixar o estúdio.

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.