1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Eleições 2014

Aécio tenta aproximação com 'orfãos' de Campos

Pedro Venceslau e Elizabeth Lopes - O Estado de S. Paulo

22 Agosto 2014 | 03h 00

Tucanos querem aproveitar resistência a Marina para fortalecer palanques estaduais

Nuno Guimarães/Reuters
Chão de fábrica. O presidenciável tucano Aécio Neves visitou ontem confecção em Natal

O comando de campanha do candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, elaborou um plano de ação para cooptar aliados do ex-governador Eduardo Campos insatisfeitos com a escolha de Marina Silva como candidata do PSB ao Palácio do Planalto. Parte dos aliados de Campos, morto em um acidente aéreo no dia 13, tem resistência à ex-ministra do Meio Ambiente, em especial os mais próximos do agronegócio.

Durante reunião na noite de anteontem na ala residencial do Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, os tucanos decidiram, nas palavras de um participante, "atuar nas divergências" formadas no bloco de apoiadores articulado por Campos.

Um dos primeiros alvos da estratégia tucano é o candidato do PP ao governo de Alagoas, Benedito de Lira, que apoiava Campos na disputa presidencial. Presente ao encontro em São Paulo, o governador Teotônio Vilela (PSDB), que vai encerrar o segundo mandato em dezembro e não pode se reeleger, recebeu a missão de convencer Lira a abrir palanque para Aécio. O candidato do PP está em segundo lugar nas pesquisas, atrás de Renan Filho (PMDB), e a campanha do PSDB alagoano patina: o partido trocou de concorrente e Júlio Cézar obteve 2% no último levantamento.

Outro potencial aliado é o peemedebista Nelson Trad Filho, que estava fechado com Campos em Mato Grosso do Sul, mas já indicou descontentamento com a escolha feita pelo PSB, dada a resistência do agronegócio, setor importante da economia estadual. Trad Filho enfrenta o petista Delcídio Amaral, líder nas pesquisas locais.

Os tucanos também buscam aproximação com o governador Zé Filho (PMDB), candidato à reeleição no Piauí que dividia o palanque local entre Aécio e Campos, e o gaúcho José Ivo Sartori (PMDB).

Pizza. Na reunião no Palácio dos Bandeirantes estavam, entre outros, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; o candidato a vice de Aécio, Aloysio Nunes Ferreira; o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM); o senador José Agripino (DEM-RN), coordenador da campanha tucana; o deputado Paulinho da Força (SDD-SP) e o ex-governador Alberto Goldman. O grupo comeu pizza e debateu quais seriam as estratégias no cenário pós-Campos. "Não nos assusta o eventual crescimento de Marina nas próximas pesquisas. De qualquer forma, nosso adversário continua sendo a (presidente) Dilma (Rousseff)", afirmou Agripino.

Outro presente ao encontro relatou que o grupo já dá como certo a vantagem de Marina acima da margem de erro nos próximos levantamentos. A aposta é que a ex-ministra fique 5 pontos à frente de Aécio. Na pesquisa Datafolha divulgada na segunda-feira, Marina tinha 21% e Aécio, 20%, cenário de empate técnico - Dilma ficou com 36%.

A avaliação no comando aecista é que a comoção com o velório e enterro de Campos deve ser captada nas próximas pesquisas. Marina seria vista como "a viúva" desse espólio político. Para amenizar esse efeito, os coordenadores regionais da campanha foram instruídos a fazer atos públicos para evitar a desmobilização da militância.

No fim do encontro, ficou acertado que Aécio não vai atacar diretamente Marina para "não criar um fantasma". Os correligionários vão assumir a tarefa de tentar colar a imagem de “inexperiente” em Marina. O Nordeste receberá atenção especial, para evitar que Dilma herde os votos de Campos.

Eleições 2014

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo