1. Usuário
Assine o Estadão
assine
quarta-feira 01/04/15 19:27

Maioria perdeu esperança de o governo melhorar

Ao alinharmos as pesquisas Ibope e Datafolha sobre avaliação do governo Dilma Rousseff, vemos que repetiu-se em 2015 o fenômeno de acumulação de tensões e explosão abrupta da insatisfação – como ocorrera em 2013. A diferença é que, desta vez, a avalanche foi mais ampla e profunda. Atingiu camadas que antes resistiram à onda de

Ler post
segunda-feira 30/03/15 19:30

A base movediça de Dilma

A perda de rumo do governo afetou a bússola dos partidos. Desde o mensalão que as bancadas partidárias na Câmara dos Deputados não mostram tanta falta de coesão interna. Sem o magnetismo do Executivo, os parlamentares perderam seu Norte e vagam a esmo nas votações. Há deputados do mesmo partido com taxas de governismo tão

Ler post
sábado 21/03/15 19:41

De achacados e achacadores

Se o Twitter servisse de termômetro, Cid Gomes teria se saído menos pior aos olhos do público do que Eduardo Cunha, no bate-boca entre o ex-ministro da Educação e o presidente da Câmara dos Deputados. Na mundo real, Cid perdeu o cargo por causa de quem chamou de achacador. No virtual, o peemedebista teve uma

Ler post
sábado 14/03/15 19:53

O ponto de não retorno

Mais de uma pesquisa telefônica sobre o governo Dilma Rousseff encontrou, nas últimas semanas, taxas de “ótimo/bom” inferiores a 10% e, mais grave, maioria de avaliações “ruim/péssimo”. Em todas, o saldo de popularidade da presidente supera os 40 pontos negativos entre quem tem telefone fixo em casa. Quanto mais recente a pesquisa, maior o déficit.

Ler post
sábado 07/03/15 20:00

A semana política na rede

Impeachment e Lista Janot. Esses foram os dois termos que dominaram a política na rede virtual esta semana. Os termômetros usados pela coluna para identificá-los foram duas chaves da internet: citações no Twitter, medidas pelo Ibope DTM, e a variação nas buscas por assuntos ligados à política no Google Brasil. Deu impeachment no Twitter, e

Ler post
segunda-feira 02/03/15 19:59

Um bombeiro para Dilma

Quando o preço sobe nas bombas e gôndolas, aumenta o risco de ele subir também no Congresso. É literalmente uma matemática de padaria: um governo impopular está condenado a pagar mais caro para conseguir o que quer e – principalmente – evitar o que não quer que deputados e senadores façam. Foi assim com José

Ler post
quarta-feira 17/12/14 18:56

Ibope: Popularidade de Dilma volta ao nível pré-campanha eleitoral

Ibope Dilma

Como costuma acontecer quando o governante é um dos candidatos, a popularidade da presidente Dilma Rousseff (PT) melhorou entre setembro e outubro, durante a campanha eleitoral – o suficiente para reelegê-la. Acabada a propaganda diária no rádio e na TV, a taxa de bom e ótimo presidencial voltou ao patamar pré-campanha. É o que mostra

Ler post