Site da Receita volta a dar certidão negativa a Dilma
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Site da Receita volta a dar certidão negativa a Dilma

Jose Roberto de Toledo

16 Dezembro 2010 | 18h27

Até o começo desta semana, a presidente eleita Dilma Rousseff (PT) não conseguia obter uma certidão negativa de débitos referentes a tributos federais no site da Receita. A certidão serve para mostrar que o contribuinte não tem pendências com o Leão. Não obtê-la pode significar desde uma dívida até problemas menores, cadastrais, por exemplo.

Procuradas pela Sucursal da Brasília do Estado, as assessorias da presidente e da Receita informaram que:

1 – Inicialmente, Dilma optou por parcelar em quatro vezes o pagamento do Imposto de Renda devido e declarado;

2 – Depois, a presidente eleita fez uma declaração retificadora, mudando o parcelamento de quatro para seis prestações;

3 – Enquanto a alteração não foi oficializada pela tramitação interna da Receita, a declaração de Dilma ficou no limbo que impedia o sistema automatizado de fornecer-lhe uma declaração negativa via internet.

O pedido de informações feito às assessorias pode ter ou não agilizado o processo. O fato é que, nesta quinta-feira, o site da Receita voltou a dar a certidão negativa à presidente eleita. Dilma está novamente quite com o Leão. Resta saber se a recíproca é verdadeira.

Ainda na Casa Civil, a então ministra foi contrariada pela ex-secretária da Receita, Lina Vieira, sobre encontros e desencontros envolvendo a família Sarney. Na campanha eleitoral, teve que explicar o vazamento de informações fiscais sigilosas de tucanos por funcionários do órgão.

Comparado a esses problemas, o inconveniente de Dilma com a declaração negativa é apenas isso, um inconveniente.

As imagens abaixo mostram a resposta do sistema on-line da Receita à solicitação de certidão negativa feita na segunda-feira, e, mais abaixo, nesta quinta. Os dados são públicos: basta digitar o número do CPF do contribuinte para qualquer um solicitar a certidão. O CPF pode ser encontrado em bases de dados públicas do próprio governo e da Justiça eleitoral.


Mais conteúdo sobre:

DilmaReceita