1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

JOSÉ ROBERTO DE TOLEDO é jornalista. Escreve uma coluna semanal sobre política no Estado, coordena o Estadão Dados e é presidente da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo)

terça-feira 16/09/14

Boatos excitam exuberância irracional do mercado

Nada a ver com o crescimento de Aécio Neves (PSDB): o índice Bovespa disparou nesta terça puxado por boatos de que Marina Silva (PSB) se distanciaria muito de Dilma Rousseff (PT) no segundo turno. Esses boatos se baseiam em pesquisas clone, que tentam imitar a do Ibope. Mas na pesquisa que conta, as duas oscilaram

Ler post
segunda-feira 15/09/14

Mudar para voltar

Screen Shot 2014-09-15 at 01.46.04

Governadores sentem saudades de 2010. Naquela eleição, a chance deles voltarem ao cargo pelas urnas era duas em três. Aí veio 2013 com suas ruas agitadas e tudo mudou. A mesma inquietude que ameaça abreviar a quadrilogia que o PT tenta emplacar no Cine Alvorada afeta a bilheteria nos Estados. Reprises e sequências vão sair

Ler post
sexta-feira 12/09/14

Melhor avaliação, confronto e religião explicam alta de Dilma

Três fatores contribuem para equilibrar o cenário eleitoral no segundo turno: a propaganda positiva na TV que aumenta a popularidade do governo e dá coesão à base de apoio do PT, a propaganda negativa que rebaixa o teto da oposição, e uma cisão religiosa que distancia eleitores católicos de evangélicos. A conta é simples: a

Ler post
segunda-feira 08/09/14

Marina e a terceira onda

A primeira lhe chegou como quem vem do passado. Trouxe 20% de eleitores, com o mesmo perfil dos que haviam votado em Marina Silva em 2010. A segunda correu por sobre a primeira. Trouxe descontentes, anuladores e distraídos. Somados aos jovens e velhos protestantes, equipararam-na a Dilma Rousseff e seus petistas e bolsistas. Haverá uma

Ler post
quarta-feira 03/09/14

Onda Marina bate em Dilma e não avança

A onda de opinião pública que empurrou Marina Silva morro cima começa a encontrar resistências pelo caminho e tem dificuldade para continuar avançando. Após dizimar o eleitorado indeciso e insatisfeito, a candidata do PSB tem que tirar votos de concorrentes diretos para continuar crescendo. Tirou de Aécio Neves (PSDB), mas parou de tirar de Dilma

Ler post
segunda-feira 01/09/14

Duelo de Dilma e Marina escanteia Aécio no 2º debate

O segundo debate presidencial destacou-se pela polarização entre Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB). Fizeram perguntas uma para a outra e relegaram Aécio Neves (PSDB) a um plano inferior. O tucano tentou até o fim se destacar dos nanicos e polemizar com Dilma, mas com pouco sucesso. Não lembrou de Marina, que o ultrapassou

Ler post
sexta-feira 29/08/14

Marina tira duas vezes mais de Aécio do que de Dilma

Marina Silva (PSB) parou de tirar eleitores de Dilma Rousseff (PT), mas continua a sangrar a candidatura de Aécio Neves (PSDB). Nos três últimos levantamentos – MDA, Ibope e Datafolha – a presidente manteve-se estável, com 34% das intenções de voto. Ao mesmo tempo, Marina foi de 28% a 34%. Ela cresceu às custas, principalmente,

Ler post