1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Santander avisa a clientes que economia pode piorar se Dilma subir nas pesquisas

Redação

25 julho 2014 | 16:36

Informativo com análise de conjuntura econômica foi distribuído para clientes com renda acima de R$ 10 mil; banco pediu desculpas

O banco Santander fez um alerta a seus clientes mais ricos: se a presidente Dilma Roussef se estabilizar nas pesquisas de opinião para as eleições de outubro ou voltar a subir a bolsa irá cair, os juros subir e o câmbio se desvalorizar. Ou seja, a economia vai se deteriorar.

O alerta foi dado nos extratos de julho do banco Santander para os clientes do segmento Select, que tem renda de mais de R$ 10 mil por mês. Esse posicionamento tem sido comum entre analistas do mercado financeiro e os mercados têm refletido essa mesma análise.

A cada divulgação de pesquisa eleitoral, os mercados reagem para cima se for negativa para a presidente Dilma. Mas até agora não se tinha visto um posicionamento institucional com esta opinião.

A divulgação pela imprensa do alerta enviado aos clientes no extrato de julho gerou um mal-estar geral no banco. Em sua página principal da internet, a instituição colocou um comunicado dizendo que apenas 0,18% de seus clientes receberam esse tipo de extrato e que o texto não reflete a posição da instituição.

“O referido texto feriu a diretriz interna que estabelece que toda e qualquer análise econômica enviada aos clientes restrinja-se à discussão de variáveis que possam afetar a vida financeira dos correntistas, sem qualquer viés politico ou partidário. Sendo assim, o Banco pede desculpas aos clientes que possam ter interpretado a mensagem de forma diversa dessa orientação, e reitera sua convicção de que a economia brasileira seguirá sua bem-sucedida trajetória de desenvolvimento”, diz o banco no comunicado.

ABAIXO, A RESPOSTA DIVULGADA NO SITE DO BANCO