As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

PSB paulista nega ter fechado apoio a Haddad

Bruno Lupion

23 Maio 2012 | 18h18

estadão.com.br

A direção municipal do PSB de São Paulo divulgou nota nesta quarta-feira, 23, negando que tenha chegado a uma definição sobre coligações para as eleições para prefeito e vereadores neste ano e fechado apoio em torno do pré-candidato petista Fernando Haddad.

A direção nacional da legenda, liderada pelo governador Eduardo Campos (PE), pretende apoiar o PT, mas a ala paulistana do PSB, alinhada ao prefeito Gilberto Kassab (PSD), tenta evitar a aliança.

Na nota, assinada pelo presidente municipal da sigla, vereador Eliseu Gabriel, o partido afirma que há “um debate interno sobre pontos programáticos e avaliação de cenários possíveis”, e que a possibilidade de lançamento de candidatura própria em São Paulo “tem ganhado corpo”.

A executiva municipal do PSB pretende se reunir nesta sexta-feira para discutir a situação do partido na eleição de São Paulo, quando será colocada na mesa a questão da candidatura própria.

Segundo estimativas de pessebistas, Eliseu Gabriel teria 42 dos 45 votos da executiva do PSB paulistano, caso coloque a questão da candidatura própria em votação. Restaria, então, ao diretório nacional intervir em São Paulo, caso insistisse no apoio a Haddad.

Ninguém, no entanto, acredita que a divergência chegará a esse ponto. Campos estaria esperando ação do PT em Recife a favor do seu pré-candidato, Maurício Rands (PT). Se isso ocorrer, fica muito difícil evitar a coligação com Haddad. E os pessebistas paulistanos admitem disso.

(Com Julia Duailibi, de O Estado de S. Paulo)