As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Prefeito de Jandira já foi alvo de 5 investigações arquivadas pelo MP

Ricardo Chapola

10 Dezembro 2010 | 18h46

Eduardo Reina

De acordo com o Ministério Público estadual, o prefeito de Jandira  Walderi Braz Paschoalin (PSDB), morto hoje, foi alvo de seis investigações pela promotoria. Dessas seis apurações, cinco já foram arquivadas e outra está em processo de arquivamento.

Em 2008, a ação investigativa apurou eventual pagamento a vereadores para que modificassem decisão do TCE que rejeitara as contas municipais. Também em 2008, Paschoalin foi alvo de apuração por perdas de cheques da prefeitura. Em 2009, a ação era sobre atraso em processos judiciais pela secretaria de Negócios Jurídicos em favorecimento a interesses pessoais do prefeito.

Neste ano, foram duas ações arquivadas. Uma sobre supostas irregularidades na produção e publicação de jornal pela Secretaria de Educação e uma apuração de improbidade administrativa com lesão ao erário municipal.

A investigação em vias de arquivamento é sobre eventual irregularidade em contratos da prefeitura, ainda do mandato de 2002. E corre no Tribunal de Justiça de São Paulo ação por uso indevido de verba federal do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).