As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jandira tem histórico de crimes contra políticos

Ricardo Chapola

10 Dezembro 2010 | 18h17

Ricardo Chapola

A morte do prefeito de Jandira, Braz Pascoalini (PSDB), assassinado a tiros nesta sexta-feira, 10, em frente a uma rádio não foi o primeiro caso de assassinato a políticos deste ano na cidade. Em julho, dois vereadores morreram após a ação de bandidos. Waldomiro Moreira de Oliveira (PDT), o Mineiro, foi morto com 3 tiros quando chegava em sua casa. Além dele, o suplente Ivo Aureliano, conhecido como Ivo do Gás, também foi vítima de assassinato na mesma rua que Waldomiro Moreira de Oliveira.

Outra ocorrência do gênero ocorreu em 2001, quando o vereador Mario Soares de Almeida foi morto em frente de sua família depois de chegar de uma sessão da Câmara. Em outro caso mais antigo, de 1983, o prefeito Dorvalino Abílio Teixeira (PDS), que governava desde 1977, levou 10 tiros quando chegava em sua casa. Ele era pai do atual presidente da Câmara Municipal, Wesley Teixeira (PSB).