1. Usuário
Assine o Estadão
assine
sábado 28/04/12 13:55

Garotinho publica vídeo de jantar de Sérgio Cabral com Fernando Cavendish, da Delta

O deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ) publicou em seu blog, neste sábado, uma nota afirmando que o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), mentiu em nota oficial ao dizer que não tinha relações com o empresário Fernando Cavendish, dono da Delta. Um vídeo foi divulgado mostrando um jantar - ocorrido em Paris ou em Mônaco - com Cabral, o secretário de Saúde Sérgio Côrtes, Cavendish e suas respectivas mulheres. A gravação foi feita na véspera do aniversário de Adriana Ancelmo, esposa ...

Ler post
sexta-feira 27/04/12 20:20

Artigo: A oportunidade diante de nós

Por Roque Mesquita Acelerar o trabalho do Judiciário sem perda de qualidade é a meta a que se propôs todo o corpo da Justiça, envolvendo magistrados, escreventes e demais funcionários lotados nas estruturas dos Tribunais de Justiça espalhados por todo o Brasil. O principal beneficiário desse esforço conjunto de todos os servidores da Justiça, indiferente de sua posição no organograma, é o cidadão que merece atendimento de qualidade e no tempo adequado ao século em que vivemos. Rapidez e qualidade devem ...

Ler post
sexta-feira 27/04/12 19:41

Em seu blog, Garotinho divulga imagens de Cabral com Cavendish

foto garotinho3_leg

Estadão.com.br Atualizada às 20h15 Por Estadão.com.br O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PP-RJ) colocou em seu blog fotos do atual governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB-RJ), em momentos descontraídos ao lado do dono da Delta, Fernando Cavendish. De acordo com Garotinho, as fotos foram tiradas em 2009 no Hotel Ritz, em Paris. Nas fotos, Cavendish aparece com secretários de Estado com lenços na cabeça e em posições que simulam danças. ...

Ler post
sexta-feira 27/04/12 19:21

Supremo debate semana que vem moldes do julgamento do mensalão

Estadão.com.br

O Supremo Tribunal Federal (STF) colocou na pauta da próxima quarta-feira, 2, uma questão de ordem para discutir o julgamento do mensalão. O ministro Joaquim Barbosa, que é relator do processo, foi o autor do pedido. Essa é a 9ª questão de ordem colocada em pauta sobre o julgamento e tem como objetivo esclarecer a forma de condução dos trabalhos.

A ação penal do mensalão julgará 38 réus por envolvimento em um suposto esquema de compra de votos de parlamentares revelado em 2005. Trata-se do principal escândalo do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para que a ação entre na pauta de julgamentos, falta somente a liberação do processo pelo ministro revisor, Ricardo Lewandowski.

Em ano eleitoral, cresce a pressão da sociedade para que o julgamento aconteça. Ao assumir a presidência da Corte, o ministro Carlos Ayres Britto ressaltou que “é preciso julgar com brevidade, porque há o risco de prescrição”. Para ele, se o processo não estiver julgado até o dia 6 de julho, o calendário eleitoral pode prejudicar seu andamento na corte.

O posicionamento, no entanto, não é consensual no Supremo. O ministro Marco Aurélio Mello se disse “terminantemente contra” a ideia de convocar a corte em julho para apressar o processo. “(O mensalão) é um processo como outros 700 que temos que apreciar. Por que pinçar este para julgar a toque de caixa?”, afirmou à Folha de S.Paulo ao defender que o STF não pode ceder “à pressão política”, seja à ala que pede agilidade ou à que tentaria atrasar.

 

Ler post
sexta-feira 27/04/12 17:37

Artigo: CPI, “Pelé no banco” e “São Lázaro”

Por Carlos Melo*   O ambiente é de tensão e suspense; o caldeirão de boatos ferve e produz insinuações de todos os gostos. Mas, a leitura atenta da mídia, onde tudo é fragmentado, permite ainda assim juntar cacos: nem os partidos sabem ao certo onde tudo isso vai dar; o que parece certo é que há conluios entre contraventores e autoridades, corrupção atrelada a financiamentos de campanhas; crime organizado associado à política. E ao mesmo tempo, há também oportunismo de todos os ...

Ler post
sexta-feira 27/04/12 17:26

Lula receberá mais cinco Honoris Causa no Rio de Janeiro

Estadão.com.br O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva receberá na próxima sexta-feira, 4, mais cinco títulos de Honoris Causa de universidades do Rio de Janeiro. Na cerimônia a ser realizada no Teatro João Caetano, Lula receberá os títulos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) em cerimônia ...

Ler post
sexta-feira 27/04/12 10:01

Carlinhos que eu conheço faz caridade, diz mulher de Cachoeira

tarja-radar-politico

O contraventor Carlinhos Cachoeira, preso desde fevereiro, está revoltado e se considera "preso político", de acordo com sua mulher Andressa Mendonça, de 30 anos. Em entrevista à Folha, ela considera injustas as informações veiculadas sobre Cachoeira, apontado como líder de esquema de jogos ilegais pela Polícia Federal. "Julgam o Carlinhos por isso ou por aquilo. Mas a pessoa que eu conheço não é essa. O Carlinhos que eu conheço faz caridade, doa caminhão de macarrão para creche, doa ...

Ler post
quinta-feira 26/04/12 19:17

Índio tumultua sessão do STF e é expulso

indio_3_600

Felipe Recondo, de O Estado de S.Paulo O índio guarani Araju Sepeti foi expulso pelos seguranças do Supremo Tribunal Federal (STF) após interromper por três vezes a sessão em que estava sendo julgada a constitucionalidade das cotas raciais nas universidades públicas. Vestido com uma camisa do time de futebol do Vasco da Gama, Sepeti estava sentado na primeira fila do plenário, próximo aos ministros, e cobrou do ministro Luiz Fux que, em seu voto, mencionasse também os índios. Em seu voto, Fux ...

Ler post
quinta-feira 26/04/12 17:59

Ideli sinaliza que Dilma poderá vetar parte do Código Florestal

Ricardo Brito, da Agência Estado A ministra da secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, sinalizou há pouco que a presidente Dilma Rousseff poderá vetar parte do Código Florestal, projeto aprovado na noite desta quarta-feira, 25, pela Câmara dos Deputados. Ideli afirmou que pontos que se referirem à anistia a desmatadores ou que prejudiquem os pequenos agricultores não terão apoio do governo. "(Tenho a) convicção de que aquilo que representar anistia não terá apoio, não terá respaldo do governo", disse a ministra, ...

Ler post