Muitos cliques OU Como esconder informações públicas

fernandogallo

04 Maio 2012 | 07h02

Eis aqui um belo exemplo de como informações valiosas podem estar públicas, mas ao mesmo tempo pra lá de escondidas.

No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), encontrar informações sobre as doações de campanha da última eleição realizada no país, a de 2010, é para profissionais.

Acompanhem comigo (vocês podem clicar nas imagens para ampliá-las):

1 – Na página inicial, esta que vai abaixo, onde clico? Uma bala de goma pra quem acertar a resposta sem ter que ler toda a barra horizontal superior, toda a barra lateral esquerda, ir pro segundo scroll…

 

2 – Pra continuar na caça às doações de campanha é necessário clicar em “Eleições”.

 

 

3 – Muito bem. Já avançamos, mas ainda nem chegamos à metade. Agora é preciso pressionar “Eleições Anteriores”.

 

 

4 – Essa agora tá fácil… “Eleições 2010”. Mas ainda falta.

 

 

5 – Aí chegamos a um verdadeiro salseiro de informações. Marquei em vermelho o botão em que o cidadão precisa clicar, ou seja, “Prestação de contas”.

 

 

6 – Esse também não tá lá muito fácil, mas é um pouco mais fácil que a anterior. “Consulta a prestação de contas”.

 

 

7 – Finalmente, depois de alguns cliques e muuuita leitura, chegamos lá.

 

 

É claro que se você digitar “TSE prestação de contas eleições 2010” em algum buscador, já terá o caminho encurtado. Mas por que o site do TSE dificulta tanto a vida do pobre cidadão?

A regra é clara, como diz o outro: se você tem que ler muitos hiperlinks e dar vários cliques para chegar até uma informação, ela está escondida!

Alô, TSE! Vamos colocar as doações de campanha em destaque na página inicial?

(Fernando Gallo)