Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política

Política » Manifestação do senador Aloysio Nunes sobre as pensões da Assembleia

Política

fernandogallo

26 Dezembro 2012 | 18h30

Recebemos do senador Aloysio Nunes Ferreira Filho (PSDB/SP) a seguinte manifestação a respeito da reportagem “Ex-ministros, ex-governador e até presidente da CBF recebem pensão vitalícia da Assembleia de São Paulo”.

Insuficiência linguística

“Madrasta” deriva do latim “mater”, mãe. É a mulher que, tendo se casado com pai de filhos, assume o papel de mãe deles, com os cuidados próprios da condição materna. Ora, meu pai Aloysio Nunes Ferreira casou-se com a senhora Roseli Fátima Gonzales um pouco antes de falecer, em 2003, depois de um breve relacionamento. Àquela altura, meu pai tinha 89 anos e eu 58, iniciando meu terceiro mandato de deputado federal.

Assim, atribuir a Roseli Gonzales a condição de minha “madrasta” vem ou de insuficiência linguística de quem redigiu a matéria ou da intenção torpe de me atribuir alguma ingerência na percepção de um benefício previsto na lei 951 instituidora da Carteira de Previdência Parlamentar à qual meu pai aderiu quando de sua criação (1976) e que se manteve após sua extinção (1991).

Aloysio Nunes Ferreira Filho
Senador (PSDB/SP)

Nota do blog:

Houvesse o senador Aloysio Nunes consultado o dicionário Houaiss, não dirigiria esta carta ao blog, porque encontraria registrado no verbete ‘madrasta’:

madrasta

substantivo feminino ( 1050)

1 mulher em relação aos filhos anteriores do homem com quem passa a constituir sociedade conjugal

(Fernando Gallo)

Encontrou algum erro? Entre em contato