Vandalismo e molecagem
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vandalismo e molecagem

Militantes do MTST, sob liderança do pretenso presidenciável Guilherme Boulos, invadiram prédio residencial em que fica triplex que teria sido dado a Lula em troca de propinas da OAS em obediência ao próprio presidiário

José Nêumanne

17 Abril 2018 | 11h40

Prova de crimes: MTST de Boulos, seguindo ordens de Lula, invadiu triplex no edifício Solaris. Foto: Maurício de Souza/Estadão

Militantes do MST invadiram prédio residencial na Praia das Astúrias, apavorando moradores, para fazer ato político no tríplex de cobertura, que a Lava Jato diz ter sido trocado por propinas com Lula, que, além deste delito, teria também cometido o de ocultação do patrimônio. A PM os expulsou do local, mas ficaram caracterizados crimes do pretenso presidenciável Guilherme Boulos, líder do movimento, e de seu líder, o ex-presidente petista, que, no discurso antes de ser preso no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, o exortou a fazer exatamente o que foi feito. O pior é que tudo passará em brancas nuvens. Este é meu comentário que faz parte do Podcast Estadão Notícias editado no Portal Estadão desde terça-feira 17 de abril de 2018, às 6 horas.

Para ouvir clique aqui