Solução caseira
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Solução caseira

Temer preferia Nelson Jobim como ministro da Segurança Pública, mas teve que ficar com Jungmann mesmo

José Nêumanne

26 Fevereiro 2018 | 17h48

Temer pensou em solução de fora, mas terminou apelando mesmo pra turminha doméstica Foto: André Dusek/Estadão

Meu Direto ao Assunto abriu o Podcast Comentaristas do Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na manhã da segunda-feira 26 de fevereiro de 2018 comentando a indicação de Raul Jungmann por Temer para o Ministério da Segurança Pública; a perícia da PF reconhecendo como válidos e-mails da Odebrecht que comprometem Lula; o STF quebrando sigilos do inquérito contra Temer; Barroso defendendo o STF em artigo na Ilustrissima da Folha de domingo; a defesa de Aécio contestando o relator Fachin; Cármen Lúcia, prestes a ceder a colegas do STF na questão da prisão pós segunda instância; Marun garantindo ao Antagonista que se confirma conspiração contra Temer na delação da JBS; e Meirelles saindo do PSD para se candidatar a presidente. Alexandre Garcia abordou a economia blindada das incertezas político-eleitorais; e leis que estimulam o crime, com a intervenção no Rio fazendo legisladores pensarem, pois arma em mão de menor matou menino no Rio, chefes de facção foram fuzilados e mulheres fora das prisões. Eliane Cantanhêde falou do furo do Estadão contando sobre Jungmann na Segurança Publica, uma solução caseira bem próxima da que Temer queria prioritariamente, que era Nelson Jobim; do anúncio a ser feito pelo interventor no Rio, general Braga Neto, anunciando o plano de ação (a ver, pois morreu mais uma criança na cidade); da Cartão Vermelho – essa é a operação da vez da PF, agora na Bahia e envolvendo os estádios da Copa; e dos penduricalhos dos juízes que continuam em pauta, desgastando o Judiciário.

Para ouvir clique aqui