Socorrendo Lula
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Socorrendo Lula

Macacos velhos do STF aproveitam-se do pretexto de soltar Lula para abrir a caixa dos habeas corpus, que estava interditada a condenados em 2.ª instância

José Nêumanne

21 Março 2018 | 11h58

Mais antigo ministro do STF, Mello se dispõe a abrir a caixa dos habeas corpus, que estava fechada. Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Desde que se configurou a prisão inevitável de Luiz Inácio Lula da Silva após julgamento dos embargos de declaração da defesa pelo TRF-4 na semana que vem, os devedores do ex petista e mais alguns ministros oportunistas do STF interessados em tirar proveito pessoal se dedicam com todo fervor a um esporte favorito no STF, o empurra Cármen. Embora, como tenha lembrado o colega Merval Pereira, de 194 países da ONU 193 autorizam prisão de condenados após segunda instância, disparadores de habeas corpus, principalmente Marco Aurélio Mello e Gilmar Mendes, têm desafiado três decisões por 6 a 5 de 2016 no plenário neste sentido, submetem Cármen Lúcia, presidente da Corte, a vários tipos de vexame para que a ponha novamente sob votação.

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – da quarta-feira 21 de março de 2018, às 7h30m)

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

Para ouvir Pra Não Dizer que Não Falei de Flores, com Geraldo Vandré, clique aqui

Abaixo, assuntos do comentário:

1 – Haisem Manchete do Estadão hoje registrou: “Impasse sobre 2.ª instância agrava crise no Supremo”. Por que o jogo de empurra Cármen virou o esporte favorito no STF?

 

 

2 Carolina – Qual o papel de Celso de Mello no vexame da reunião que não houve ontem na sala da presidente do STF?

 

3 – Haisem O que o relator da Lava Jato no STF Edson Fachin alegou para negar recurso do IDP  contra prisão após segunda instância ao recusar embargos de declaração?

 

4 – Carolina Primeira página do Washington Post ontem pode ser o sinal que faltava que o golpe de mestre e a capitalização eleitoral pretendidos por Temer pode ter dado com os burros n’água na intervenção militar na segurança do Rio?

 

 

SONORA_MAURO SINOTTI

 

5 Haisem  Por que o CNJ abriu investigação sobre atitude desrespeitosa da desembargadora Marília de Castro Neves do Tribunal de Justiça do Rio, que ofendeu Marielle Franco nas redes sociais?

SONORA_IRMA MARIELLE

 

6 – Carolina Por que o interventor militar abandonou a experiência modelo que estava implantando na Vila Kennedy na zona oeste do Rio?

 

7  – Haisem Procuradoria-geral da República inclui delação de Funaro na investigação de Temer. Você diria que tem batata assando no Jaburu?

 

8 – Carolina O que poderá acontecer com Zuckerberger, além de perder, 50  bilhões de dólares nos primeiros dois dias, depois que foi convocado a se explicar sobre quebra de sigilo de dados no Reino Unido?

 

SONORA Geraldo Vandré Pra não dizer que não falei de flores

https://www.youtube.com/watch?v=PDWuwh6edkY