Que apego pelo emprego!
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Que apego pelo emprego!

Aloysio fala em nome do PSDB, que não controla, e Padilha pelo governo, que não chefia

José Nêumanne

30 Novembro 2017 | 17h40

Pasta de Padilha não o convence de que governo precisa dos votos do partido de Aloysio? Foto: André Susek/Estadão

Apesar da crise ética, patrimonial, econômica e política, o Brasil ainda tem um papel relevante no mundo e o que a Nação esperava de seu chanceler, Aloysio Nunes Ferreira Filho, era que estivesse cuidando disso, já que a função diplomática nada tem que ver com as miuçalhas da politicagem fuleira doméstica. Engano: Sua Excelência está agora brigando para ficar no emprego com o chefe da Casa Civil do governo Temer, Eliseu Padilha, que faria melhor se estivesse agradando os tucanos, pois os votos destes são extremamente necessários para que seja aprovada a improvável emenda constitucional da reforma da Previdência. Este foi um dos temas tratados no Estadão às 5, levado ao ar do estúdio da TV Estadão no meio da redação do jornal, com apresentação de Emanuel Bomfim e comentários de minha autoria, e retransmitido ao vivo nas redes sociais Youtube, Twitter, Periscope Estadão e Facebook na quinta-feira 30 de novembro de 2017, às 17 horas.

Para ver o vídeo clique aqui

Alguém precisa contar a Aloysio Nunes que o Brasil é muito maior do que o emprego dele Foto: Dida Sampaio/Estadão