Pústula tucana
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Pústula tucana

Ao demitir Tasso para servir a Temer, Aécio está sempre a mostrar seus piores defeitos

José Nêumanne

09 Novembro 2017 | 18h05

Liberado pelos coleguinhas do Senado e amiguinhos do STF, Aécio frequenta a casa Foto Dda Sampaio/Estadão

Presidente afastado do PSDB e preocupado com a improbabilidade de não se eleger para cargo público nenhum mais na vida, devido às revelações feitas sobre seu caráter desonesto, o senador mineiro Aécio Neves exonerou o presidente substituto de seu partido, o cearense Tasso Jereissati, em nome da isonomia na sucessão dos tucanos, que este disputará com o goiano Marcone Perillo. Encarregou o ex-governador paulista Alberto Goldmann de assumir o lugar até a convenção. Espera-se uma atitude digna do mais velho dos vice-presidentes, o que seria incomum entre seus pares, mas não em sua biografia. O neto de Tancredo serviu da mais sórdida forma possível aos interesses de Michel Temer, mantendo seus aliados no ministério e os afundando junto com o partido no destino inglório reservado ao presidente e ao PMDB em 2018; O avô deve se ter revirado tanto no túmulo em São João del Rey que pode provocar abalos sísmicos. Este é um dos comentários feitos por mim no programa Estadão no Ar, ancorado por Emanuel Bomfim, levado ao ar do estúdio da TV Estadão no meio da redação do jornal e retransmitido por Youtube, Twitter, Periscope Estadão e Facebook na quinta-feira 9 de novembro de 2017, às 17 horas.

Para ver clique aqui