Prêmio para piores
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Prêmio para piores

Esforço do povo brasileiro para sair da crise derrotado no prêmio aos maus governadores pela Câmara

José Nêumanne

21 Dezembro 2016 | 09h47

Para Bolinha, Câmara, que preside, não diz só amém à Fazenda Foto Marcelo Camargo/Agencia Brasil

Para presidente, Câmara não tem que dizer amém a governo Foto Marcelo Camargo/Agencia Brasil

Por 296 a 12, maioria acachapante, a Câmara dos Deputados mostrou mais uma vez seu descompromisso com a luta do País para se recuperar da calamidade econômica em que maus governadores puseram seus Estados, aumentando a folha de pagamento, contratando sem critério e gastando por conta receitas que não vieram. Aprovaram o alívio econômico que lhes está sendo dado pela União, mas dispensando-os de fazer o dever de casa do ajuste de suas contas. A pilantragem, comandada por Rodrigo Maia, sósia do Bolinha dos quadrinhos e apelidado de Botafogo na lista da propina da Odebrecht, e contando com a cumplicidade do líder traíra do governo, André Moura, vulgo André Cunha.

(Comentário do Direto da Redação 3 da Rádio Estadão – FM 92,9 – na terça-feira 20 de dezembro de 2016, às 17h32m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul