Ponto fraco
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ponto fraco

A denúncia do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, pela PGR por corrupção ativa desautoriza críticos da Operação Carne Fraca e expõe a banda podre de nosso agronegócio, lhe abalando credibilidade e tentabilidade

José Nêumanne

03 Maio 2018 | 11h58

Denúncia pela PGR contra Maggi mostra que Temer erra ao mantê-lo no Ministério da Agricultura. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Blairo Maggi é um expoente do agronegócio, galinha de ovos brasileira que mantém o País de pé, apesar da roubalheira desvairada e da crise econômica que desempregou 13,7 milhões de trabalhadores. Mas é também um dos espertalhões que acham que podem enganar a polícia aqui e compradores no exterior. O mito está ruindo, mas a elite governante não o removr. O ministro da Agricultura foi denunciado pela PGR por corrupção ativa num grostesco episódio de compra de vagas no Tribunal de Contas do Estado do Mato Grosso, quando o governava. Isso fecha a boca dos “inocentes” que maldizem a Operação Carne Fraca da PF e, sobretudo, joga lama na alta credibilidade tecnológica e negocial do nosso ponto mais forte. É nosso ponto fraco.

Este é meu comentário no Podcast Estadão Notícias, no ar desde as 6 horas da quinta-feira 3 de maio de 2018.

Para ouvir clique aqui