Ou encara ou afunda
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ou encara ou afunda

Parodiando Churchill, tudo o que temos para salvar o Brasil hoje é sangue, suor e juízo

José Nêumanne

02 Dezembro 2016 | 12h07

Churchill, Roosevelt e Stalin

Churchill, Roosevelt e Stalin em 5 de fevereiro de 1945

Esta semana termina com um aviso muito importante: a pior crise moral, política e econômica da História continua de mal a pior. A esperança de que poderia haver um toque mágico para permitir que tudo melhorasse se esvaiu no realismo duro e cru de que não há como isso acontecer sem que se enfrente pra valer as mazelas da velha politica no Brasil oficial, que exaure os recursos do país real promovendo privilégios que custam caro e são sustentados por uma população espoliada sempre convocada a suportar os solavancos que ela não provocou, não participou de seu engessamento nem teve ainda oportunidade de enfrentar. São notícias que trazem a dor da realidade e a consequência trágica da verdade. Mas há uma esperança no meio do nevoeiro: a de que agora não há mais como empurrar com a barriga. Ou encara ou afunda. Vamos nos agarrar a ela com unhas e dentes, a partir de uma reflexão profunda e doída neste fim de semana. Nesta sexta, em vez de festa e sesta, temos de contar com o que nos resta!