Ofensa ao cidadão
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ofensa ao cidadão

Tribunal mandou de volta à prisão deputados do Rio que próprios colegas ousaram soltar

José Nêumanne

21 Novembro 2017 | 17h36

Paulo Melo apresenta-se à Justiça na sede da Polícia Federal do Rio após nova ordem de prisão. Foto: Wilton Jr./Estadão

A decisão dos deputados estaduais do Rio de mandar um carro oficial, com gasolina e motorista pagos pelo distinto público, levar seu presidente, Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, líder do PMDB dos três e quase nomeado para o Tribunal de Contas do Estado para substituir os colegas bandidos afastados da função por estarem presos, da prisão de Benfica para casa com todas as pompas é um achincalhe à democracia, um desafio à Justiça e, sobretudo, uma ofensa à cidadania. O TRE2 fez o óbvio ao resolver pelos mesmos 5 a 0 com que os mandou para a cadeia impor sua decisão anterior de afastá-los dos mandatos e prendê-los por fazerem parte de uma organização criminosa da qual o chefão é o godfather Sérgio Cabral. Este foi um dos assuntos abordados no Estadão às 5 transmitido do estúdio da TV Estadão no meio da redação do jornal, apresentado por Emanuel Bomfim, comentado por mim e retransmitido ao vivo pelo Youtube, Twitter, Periscope Estadão e Facebook na terça-feira 21 de novembro de 2017, às 17 horas.

Para ver o vídeo clique aqui