O povo não é bobo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O povo não é bobo

Excesso de nomes jogados na sucessão de Temer só ajuda a prolongar a agonia de seu governo

José Nêumanne

26 Maio 2017 | 19h00

Caos na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, como na economia do País Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Debati com o professor de Ciências Políticas da FAAP Washington Luiz Cunha, sob ancoragem de Haisem Abaki, a crise política atual, suas causas e consequências no programa do Estadão On Live na TV Estadão, transmitido por Youtube, Facebook e Twitter. Da conversa surgiram conclusões como a demonstração de maturidade da sociedade ao não embarcar na barca furada da esquerda que finge protestar, mas na verdade quer facilitar a volta de Lula seja por que meio for ao poder na República. E também que o lançamento permanente de nomes para a eleição indireta do sucessor de Michel Temer no Congresso Nacional é um meio de empurrar a solução de sua saída para as calendas gregas.

Para ver clique aqui