Nada de “palmada no bumbum”
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Nada de “palmada no bumbum”

Único do governo Temer a falar da revelação da CIA sobre autorização de Geisel para executar "subversivos perigosos", Jungmann diz que Exército é "ativo democrático do Brasil", mas não é o que História mostra

José Nêumanne

16 Maio 2018 | 18h32

À falta de documentos brasileiros, arquivos da CIA revelam era Geisel e Figueiredo. Foto: Acervo/Estado

Como Temer não tem poder para exigi-lo, os comandantes das Forças Armadas deveriam pedir-nos desculpas para se mostrarem à altura do “ativo democrático” que o comunista Jungmann ora lhes atribui.

Este é o último parágrafo de meu artigo As Forças Armadas nos devem desculpas, publicado na Página 2A do Estado de S. Paulo da quarta-feira 16 de maio de 2018.

Para lê-lo na íntegra, clique aqui