Mentiras de Lula
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mentiras de Lula

No discurso diante do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo, Lula impingiu aos militantes que o ouviram na rua uma série de mentiras, a primeira das quais foi a de que prendê-lo era o sonho de consumo do juiz.

José Nêumanne

09 Abril 2018 | 16h46

Lula declarou amor à militância, à à qual mentiu deslavadamente. Foto: Gabriela Bilo/Estadão

No discurso que fez às portas do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, no sábado 7 de abril, de manhã, Lula pôde exercitar com a desenvoltura de sempre seu enorme talento de mentiroso. A primeira e mais cretina das mentiras foi a de dizer que prendê-lo seria um “sonho de consumo” do juiz Sergio Moro. Na verdade, o juiz o condenou a 9 anos e 6 meses de prisão, confirmados pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), que também o mandou prender. Esta não foi a única mentira que ele contou no palanque sindical, e ele a podia ter evitado se constatasse que se foi o sonho de consumo, como diz, sua prisão parece ter sido da maioria dos brasileiros. Este foi o comentário que fiz na cobertura da Rádio Eldorado – FM 107.3 – no sábado 7 de abril, pela manhã, da prisão de Lula.

Para ouvir clique aqui