Hospício Brasil
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Hospício Brasil

No dia em que ficha suja de Lula foi sacramentada em publicação do acórdão do TRF-4, Dias Toffoli, advogadinho do PT no STF, limpou ficha sujíssima de Demóstenes Torres, falso moralista e despachante de bicheiro

José Nêumanne

28 Março 2018 | 15h12

Falso moralista, despachante de bicheiro, Demóstenes Torres foi cassado pelo Senado e agora é ficha lilmpa. Foto: Marcello Dantas/O Popular

Os três tiros disparados contra ônibus da caravana que acompanha Lula em campanha eleitoral disfarçada pelo sul e as ameaças feitas à família do relator da Lava Jato no STF, ministro Edson Fachin, resultam da mesma loucura crônica que assola o Brasil contemporâneo, uma Nação perdida feito cego em tiroteio, pedradas e ovos que tornam o debate político um MMA sem regras. O pior é que isso acontece no meio da impunidade geral, decretada de cima pelo próprio STF, que resolveu desautorizar medidas pacíficas das instâncias inferiores da Justiça, e da incompetência da autoridade policial, cujo desempenho não autoriza que ninguém conte com a solução desses delitos por incompetência policial, descaso do Ministério Público e desídia da Justiça.

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na quarta-feira 28 de março de 2018, às 7h30m)

Para ouvir clique aqui e, em seguida no play

Para ouvir Réquiem para Matraga, de e com Geraldo Vandré, clique aqui

Abaixo, assuntos para comentário de 28 de março de 2018

1 – Haisem Ordem dos Advogados do Brasil afirmou que as ameaças que o relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, diz que sua família está recebendo atingem o Estado Democrático de Direito. Você não acha que uma afirmação como estas pode ser exagerada?

SONORA_FACHIN AMEAÇAS

 

2 – Carolina O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, considerou inaceitável o fato de três tiros terem atingido dois ônibus da caravana de Lula no interior do Paraná. Não dava para fazer algo mais do que falar?

SONORA_JUNGMANN LULA 01

 

3 – Haisem Por dois votos, os do decano Celso de Mello e de Dias Toffoli, futuro presidente do STF, a Segunda Turma do Supremo transformou a prisão do deputado estadual Jorge Picciani, do MDB do Rio de Janeiro, em domiciliar. Que observações você tem a fazer sobre esta novidade?

 

4 – Carolina Qual terá sido a motivação do citado Dias Toffoli ao mandar limpar a ficha, que até ontem era suja, do ex-senador cassado goiano Demóstenes Torres?

 

5 – Haisem Por unanimidade a mesma segunda turma mandou suspender uma das várias investigações que o presidente do MDB, senador Romero Jucá, de Roraima, responde no Supremo por dispor de foro privilegiado, alegando falta de provas. Sua Excelência é inocente ou aqueles que o investigam são incompetentes?

 

6 – Carolina – Por falar em foro privilegiado, num dia mesmo muito agitado para ele, como foi ontem, o ministro Dias Toffoli entregou ontem o processo em que o Supremo já tem maioria para, no mínimo, reduzir o número dos beneficiados com foro privilegiado. Que conseqüências isso poderá ter para os acusados da Lava Jato na alta cúpula política nacional?

 

7 – Haisem Que motivos o Tribunal de Contas da União tem para ver “indícios de irregularidade” no decreto que Temer assinou prorrogando as concessões dos usuários do Porto de Santos?

 

8 – Carolina Você se surpreendeu com o piti que seu conterrâneo paraibano Geraldo Vandré deu em João Pessoa ao dizer que repudia o uso que a esquerda fez de suas canções de protesto no show em que comemorou sua volta aos palcos?

 

SONORA Geraldo Vandré Réquiem para Matraga

https://www.youtube.com/watch?v=mDvWOxln2Xs