É pra rir ou pra chorar?
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

É pra rir ou pra chorar?

Ministra dos Direitos Humanos confunde seus privilégios com trabalho escravo. Pode?

José Nêumanne

03 Novembro 2017 | 12h42

Luislinda faz e vala asneiras, mas fica no governo e no PSDB: todos insanos. Foto: TCE/BA

Meu Direto ao Assunto abriu o Podcast Comentaristas do Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na sexta-feira 3 de novembro de 2017 comentando as seguintes notícias: o pedido da ministra de Direitos Humanos de Temer para furar o teto salarial do funcionalismo; a defesa feita por Raquel Dodge da prisão após condenação colegiada. a briga sem vencedores entre ministro da Justiça e governo do Rio; a desfaçatez de Geddel Carainho ao pedir à Justiça que identifique o autor da denúncia anônima que o incriminou; e a venda da Oi a preço das dívidas que não pagou nem vai pagar. Eliane Cantanhêde abordou o caso Luislinda Valois (é de rir ou de chorar?) numa semana, aliás, nada boa para os ministros de Temer que, convalescendo, prefere calar sobre todas essas confusões. Alexandre Garcia abordou os seguintes temas: a ministra DH voltando atrás. o comitê de DH da ONU, uma vergonha; e a influência das pesquisas eleitorais na economia. E, em Direto da Fonte, Sonia Racy tratou da sucessão do reitor da Universidade Federal de Santa Catarina.

Para ouvir clique no aqui