…e o Boqueirão secou…
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

…e o Boqueirão secou…

Com atraso, Temer vê a seca, mas nada fará de concreto para atenuar efeitos repetidos desde século 16

José Nêumanne

09 Dezembro 2016 | 10h03

Açude de Boqueirão: pior volume d'água da História (Foto: Reprodução/ TV Paraíba/Arquivo)

Açude de Boqueirão: pior volume d’água da História (Foto: Reprodução/ TV Paraíba/Arquivo)

Após haver corrido o mundo antes de ter conhecido o Brasil, Temer finalmente vê a seca ao vivo no Nordeste. Fala-se muito que é a pior em 60 anos, mas isso é pouco para definir. A população aumentou muito, o gado também, e falta água para os viventes e também para tocar a indústria, principalmente a de confecções do agreste pernambucano. Políticos nordestinos vendem a solução ilusória da transposição do Rio São Francisco, que está em ruínas antes de ter começado, porque até agora só serviu mesmo para encher os bolsos dos políticos sem matar a sede do sertanejo. Há soluções simples como as cisternas distribuídas por Lula, mas foram abandonadas. Há muito a fazer, mas é possível agir.

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92,9 – na sexta-feira 9 de dezembro de 2016, às 7h25m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul