E anestesia cura?
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

E anestesia cura?

Câmara empurrou rombo dos Estados para sucessores, a serem eleitos em 2018, dos maus gestores

José Nêumanne

21 Dezembro 2016 | 10h09

Para Lisboa, Câmara aplica remédio que agrava a doença Foto Clayton de Souza/ESTADAO

Para Lisboa, Câmara aplica remédio que agrava a doença Foto Clayton de Souza/ESTADAO

Bolinha, presidente da Câmara, diz que a Casa não tem que dizer sempre amém ao governo. Em entrevista ao Estadão, o economista Marcos Lisboa, especialista em contas públicas, deu resposta à altura a esse repto: os 296 deputados federais (contra 12) que aprovaram o alongamento da dívida dos Estados por governadores que os geriram mal, na verdade, “querem empurrar a conta para o outro que vier lá na frente, na próxima eleição”. O presidente do Insper também lembrou que essa prática foi responsável por aprofundar a crise e vai agravar ainda mais o cenário: “Ao invés de quimioterapia, querem dar anestesia. Assim não tem cura”. Para evitar isso, só o veto de Temer, que pode ser derrubado.

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92,9 – na quarta-feira 21 de dezembro de 2016, às 7h12m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anuncio em azul