Desafio ao rei
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Desafio ao rei

A covarde execução da vereadora Marielle Franco no Rio foi um aviso ao Estado brasileiro: agora é guerra!

José Nêumanne

15 Março 2018 | 17h47

Sem as tréguas das festas esportivas sazonais de antes, milicianos declararam guerra ao Estado. Foto: Wilton Júnior/Estad]ap

Há 40 anos, a guerra travada no Rio não é apenas entre a lei e os bandidos nem somente entre quadrilhas rivais de traficantes de drogas, mas também entre tais bandos e as chamadas milícias. O que aconteceu quarta-feira 14 à noite no centro da cidade foi um desafio feito por milicianos ao Estado, que sempre esteve de fora nesse conflito, deixando até o controle de território para os fora da lei de diversas facções. Diante da intervenção militar na segurança, feita pela metade e de forma canhestra, os milicianos resolveram testar até que ponto as tropas armadas terão apoio, força e perícia para fazer o que nunca foi feito antes: os bandidos só saíam de cena fazendo acordos de breves lapsos de tempo para deixar o Brasil oficial brincar de Jogos Panamericanos, Olimpíada e Copa do Mundo. Agora é guerra. Este foi um dos temas abordados por mim no programa Estadão às 5, transmitido do estúdio da TV Estadão no meio da redação na quinta-feira 15 de março de 2018, às 17 horas, e retransmitido ao vivo pelas redes sociais Youtube, Periscope Estadão, Twitter e Facebook..

Para ver o vídeo clique aqui