De leste a oeste
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

De leste a oeste

Com propinas recebidas à beira-mar e no Pantanal, partido de Temer está todo contaminado

José Nêumanne

15 Novembro 2017 | 11h21

Puccinelli levou o propinoduto do mar às propriedades do agronegócio Foto: Valdenir Resende/Correio do Estado

As Operações Cadeia Velha no Rio, atingindo o clã Picciani do ministro de transportes de Temer, Leonardo, e Papiro de Lama (extensão da Lama Asfáltica), em Mato Grosso do Sul, conspurcando o agronegócio e levando o figurão do PMDB do novo diretor da Polícia Federal (Fernando Segóvia), o ex-governador André Puccinelli, revelam ao País que está tudo contaminado na cúpula do partido, que resistiu heroica e historicamente à ditadura militar, está tudo contaminado. Do Atlântico ao Pantanal, o propinoduto generalizado atravessou as fronteiras do crime financeiro internacional e do negócio mais rentável e mais seguro que evita a falência total do País, mostrando que o crime não se limita às favelas, mas ultrapassa as porteiras da galinha dos ovos de ouro de nossa economia. Com a extensão geográfica do território minado pela podridão do grupo chamado de “quadrilhão” por Janot, resta saber se seu militante que dirige a Polícia Federal poderá investigá-lo por inteiro.

(Comentário no Jornal da Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,6 – na quarta-feira 15 de novembro de 2017, às 8h30m)

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

Para ouvir Saia do meu caminho, com Belchior, clique aqui 

 

Abaixo, anotações para o comentário:

 

A música do encerramento será Saia do meu caminho, com Belchior

https://www.youtube.com/watch?v=gGV1yyDMGSM

Começar no ):46’

 

1 – O assunto mais importante e que deve abrir nosso papo é a Operação Cadeia Velha e a devassa na atuação política e nas empresas do clã Picciani.

Estou pensando usar na resposta a sonora do procurador Carlos Alberto Aguiar

SONORA 1511 AGUIAR

 

Mais uma vez a colaboração premiada de um delator foi definitiva Marcelo Traça Gonçalves, ex-presidente do sindicato das empresas

 

Ainda neste assunto podemos chamar a atenção para a nova prisão de Jacob Barata Filho, que Gilmar Mendes soltou

 

Haisem também pode perguntar sobre a nomeação do líder do governo na Alerj Edson Albertassi para reabrir o TCE para as ações da quadrilha

 

2 – Outro assunto é a contaminação do melhor que há no capitalismo brasileiro, o agronegócio, com a delação do pecuarista Ivanildo da Cunha Miranda, que delatou a entrega de propina que levou André Puccinelli e o filho André Puccinelli Filho de roldão. O ex-governador foi preso.

Os caras não respeitam nem a própria família

Tá tudo contaminado em toda parte

 

3 – Enquanto isso o novo diretor da Polícia Federal continua na tentativa de nos convencer de que dará prioridade à investigação dos políticos. Como ele nos convencerá disso se foi candidato a deputado pelo PMDB, recebeu doação de Temer e nomeou para a diretoria de investigações de corrupção o secretário de transparência do Espírito Santo, da mesma legenda?

 

4 – Manchete do Estadão Temer só quer dar ministério após reforma da

Previdência

Pretendo então usar a sonora da Previdência

SONORA 1511 JUCA

 

É tudo um mercadinho de pulgas, mas a participação do PSDB chama a atenção por tudo o que ela representa de frustração para o povo brasileiro que caiu na conversa de que os tucanos eram oposição e, no fim, também levavam sua parte na roubalheira

 

5 – Se tivermos tempo, podemos também falar do “calote parcial” em que as agências de risco colocaram a Venezuela. A situação está chegando a um ponto insuportável.