Barbárie às escâncaras
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Barbárie às escâncaras

Morte de vereadora escancara ineficácia da intervenção militar na segurança do Rio para por fim a velhos métodos bárbaros do crime

José Nêumanne

15 Março 2018 | 11h44

Negra, 38 anos, 5.ª mais votada para Câmara, Marielle foi executada após denunciar violência da ocupação de Acaraí Foto Renan Olaz/CMRJ-8/3/2018

A execução da vereadora Marielle Franco, do PSOL, no centro do Rio, duas semanas depois de ela ter assumido a relatoria da comissão da Câmara Municipal sobre a intervenção militar na segurança do Estado, é mais do que dolorosa, pois revela um dado surpreendente da barbárie em que vivemos no Brasil em geral e no Rio em particular. Isso se agrava com o fato de ela ter denunciado a piora da situação no bairro do Acari depois da intervenção no sábado e ontem, pouco antes do assassinato, o interventor, general Braga Neto, ter comentado de forma irônica sua missão, como se ela permitisse este tipo reação ao falar à imprensa logo depois de um encontro que tinha mantido com membros do Ministério Público Estadual a respeito de aspectos legais controversos sobre as relações entre forças de ocupação e população.

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na quinta-feira 15 de março de 2018, às 7h30m)

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

Para ouvir Pra onde vai, com Gabriel Pensador, clique aqui

 

Abaixo, assuntos para o comentário de quinta 15 de março de 2018

Haisem Vereadora Marielle Franco, do PSOL, e o homem que dirigia o carro em que estava, são executados a tiros no centro do Rio

 

SONORA_FREIXO 1503

 

SONORA_TARCÍSIO MOTTA

 

Carolina General Braga Netto, interventor da segurança no Rio, dá entrevista lamentável depois de reunião com membros do MPF

 

Haisem PT aumenta pressão no Supremo para evitar prisão de Lula, mas Sepúlveda Pertence não conseguiu convencer Cármen a votar prisão pós segunda instância

 

Carolina Gilmar barra execução de pena após segunda instância em dois casos em 5 de março

 

Haisem Marun já redigiu pedido de impeachment de Barroso por “ferir a legislação”

 

Carolina Delcídio vira réu por lavagem e associação na compra da refinaria de Pasadena

 

Haisem Associação de juízes faz greve e denuncia estratégia para constranger o Supremo

 

Carolina Brasil cai seis pontos em relatório da felicidade da ONU e fica em 28.º lugar

 

SONORA Pra onde vai Gabriel Pensador