Mulheres que não suportam bagunça são boas esposas?

Marcos Guterman

26 Outubro 2009 | 10h46

Quando Você Casa” é um livro didático publicado em 1962, nos EUA, que explica aos jovens tudo o que está envolvido no casamento. Entre outras coisas, o livro recomenda que não haja cruzamentos entre negros e brancos, para não prejudicar a raça branca, e mostra os problemas causados por mulheres que insistem em querer trabalhar fora de casa. E há observações muito atuais, como a que segue:

“Personalidades que prezam a ordem, que a casa esteja limpa e arrumada, que cada cadeira tenha seu lugar adequado e que todas as roupas estejam guardadas, em outras palavras, personalidades que geram ótimas donas-de-casa raramente resultam em mulheres adaptáveis, compreensivas e pacientes. Dificilmente uma mulher é, ao mesmo tempo, uma perfeita dona-de-casa e uma companhia flexível. Um marido pode escolher uma mulher que não seja uma dona-de-casa exemplar, mas que também não fique se preocupando tanto com ela e com os filhos. A compulsão pela ordem, indispensável para o gerenciamento de uma casa, é incompatível com o cotidiano da vida conjugal. Faça a sua escolha! Um homem pode gostar de manter as coisas em ordem quando está no escritório, mas, em casa, quem é que gosta de viver sob vigilância militar?”.