1. Usuário
Assine o Estadão
assine
terça-feira 25/03/14 01:20

Dilma já se arrisca a perder heranças sólidas deixadas por Lula na política e na economia

Quando passou o cargo para Dilma Rousseff, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva entregou também outros bens valiosos. O primeiro era uma sólida base de sustentação no Congresso, capaz de apoiar o governo federal e de cortar o oxigênio da oposição. O segundo bem foi uma economia estável. Apesar de todas as críticas

Ler post
quinta-feira 06/02/14 10:43

Escolha de novo número dois da Fazenda tem boa reação no BC

A nomeação de Paulo Rogério Caffarelli como novo secretário executivo do Ministério da Fazenda já começou a produzir efeitos positivos dentro do governo. Indicado para ser o número dois de Guido Mantega no ministério, a escolha de Caffarelli foi muito bem recebida dentro do Banco Central. Caffarelli é visto no BC como um servidor com

Ler post
quinta-feira 30/01/14 12:13

Crise de Lisboa encobriu efeito da passagem de Dilma por Davos

O governo iniciou 2014 tendo como primeiro objetivo o de transmitir confiança para os investidores e empresários. Com sua credibilidade abalada por conta de manobras contábeis – nunca admitidas por qualquer integrante da equipe econômica – o governo escolheu o local perfeito para passar o recado: o Fórum Econômico Mundial, realizado em Davos e que

Ler post
quinta-feira 23/01/14 09:34

Em Davos, empresários querem saber como será o governo se Dilma for reeleita

A presidente Dilma Rousseff  e sua entourage participam do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, com o  objetivo de resgatar junto aos investidores, empresários e autoridades internacionais a credibilidade em relação à economia brasileira. A questão é que a turma que participará do encontro tem outros planos. O que eles desejam, de verdade, ouvir

Ler post