Podcast Legis-Ativo | Declarações polêmicas, posicionamento dos partidos às vésperas de 2018, e reformas políticas e ministeriais

Humberto Dantas

06 Novembro 2017 | 18h10

“E o PSDB? Desembarca ou não do governo?”, traz a questão o cientista político Humberto Dantas, em diálogo com o cientista político Vitor Oliveira, no Podcast do Legis-Ativo de hoje. Eles analisam como tem se posicionado o partido, especialmente no Legislativo Federal.

Comentam também sobre o caso da ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, que apresentou ao governo um pedido para acumular o seu salário com o de desembargadora aposentada. Reclamando do teto constitucional, comparou a situação com a de trabalho escravo. Ela pleiteia, para 2018, vaga na nomitada do PSDB, para ser candidata a deputada federal.

Os cientistas políticos debatem ainda sobre privilégios de alguns órgãos – como no Senado Federal – e sobre como os gastos públicos devem ser melhor empregados.

Como vêm sendo pautadas as discussões em torno da reforma ministerial? Será levada a cabo ainda neste governo? “Uma das formas que o governo terá para trabalhar melhor, num ambiente de escassez de recursos, é acertar a cozinha do governo, fazendo uma reforma ministerial”, defende Vitor Oliveira.

Além disso, também trazem análise de Bruno Souza da Silva, que comentou sobre a declaração de Tiririca, sobre não se recandidatar em 2018 e ressaltar que não foi procurado individualmente por ninguém pró-Temer no Congresso em meio às negociações políticas do Planalto junto à sua base de sustentação, talvez por terem “alergia” dele.

E, por fim, colocam na roda o texto de Marina Merlo, acerca de declaração de Ciro Gomes, pré-candidato pelo PDT, sobre Marina Silva (REDE). Eles comentam sobre o machismo na política e a PEC nº 134/2015, que reserva cadeiras para mulheres em todos os pleitos proporcionais. 

Confira esses assuntos e mais!

Apoio: