1. Usuário
Assine o Estadão
assine


‘Trajetória controvertida’

Julia Duailibi

31 maio 2014 | 05:05

O ex-ministro da Justiça Marcio Thomaz Bastos diz considerar a passagem de Joaquim Barbosa pelo Supremo Tribunal Federal (STF) “controvertida”. “Foi uma trajetória controvertida”, declarou o ex-ministro. “Houve coisas com as quais concordei e outras das quais discordei”, completou. O presidente do STF anunciou na quinta-feira que irá se aposentar.

Joaquim Barbosa entrou em embates com os advogados que atuaram no julgamento do mensalão. Muitos discordaram de suas decisões e criticaram seu temperamento, considerado autoritário. Thomaz Bastos foi advogado de José Roberto Salgado, ex-dirigente do Banco Rural, no processo. Questionado sobre o futuro do STF sem Barbosa, o advogado disse que depende de quem será indicado para o lugar.

Thomaz Bastos era ministro da Justiça de Lula em 2003, quando o ex-presidente indicou Barbosa para ocupar uma cadeira no STF. Agora, o ex-ministro deve coordenar programa do petista Alexandre Padilha, pré-candidato ao Palácio dos Bandeirantes, na área de segurança.