1. Usuário
Assine o Estadão
assine
sexta-feira 17/10/14 20:16

Baixaria de Aécio e Dilma legitima comportamento do eleitor

A votação do dia 26  se tornou o pano de fundo para as pessoas exporem seus preconceitos, seus ódios e suas frustrações. A política passou a ser apenas um meio para essa espécie de sessão descarrego, como o Corinthians, o Palmeiras, o Flamengo ou o Fluminense, numa briga de torcidas organizadas

Ler post
quinta-feira 09/10/14 22:14

O legado de 2014

Publicado no Estadão Noite Caro eleitor, prepare seu estômago porque o segundo turno não será brincadeira. Em jogo, está a principal cadeira do País, e ao que tudo indica a disputa pelo posto será das mais acirradas e agressivas desde 1989. A movimentação nos bastidores das campanhas, o tom dos principais colaboradores de Dilma Rousseff

Ler post
domingo 31/08/14 22:48

Comparar Marina a Collor é sinal de desespero

O crescimento nas pesquisas de intenção de voto da candidata do PSB, Marina Silva, fez aumentar nos QGs tucano e petista a comparação da ex-senadora com o ex-presidente Fernando Collor. Está cada vez mais comum, em conversas com integrantes das campanhas, ouvir que Marina “é um salto no escuro” ou que “na última vez que

Ler post
terça-feira 11/09/12 16:02

O “russo, mano” e o “ah, dá de”

A campanha do candidato tucano à Prefeitura de São Paulo, José Serra, passou a veicular inserções no rádio, palco dos comerciais mais críticos a adversários, com ataques a Celso Russomanno (PRB) e Fernando Haddad (PT). Os jingles evitam citar diretamente os nomes dos candidatos. Para Haddad, usam “ah, dá de”. Para Russomanno, “russo, mano”. Veja

Ler post
sexta-feira 17/08/12 16:42

No ringue

Cinco dias antes mesmo do início do horário eleitoral na TV e no rádio, tradicionais palcos da pancadaria eleitoral, os candidatos à Prefeitura de São Paulo resolveram subir no ringue. E, como era esperado, os protagonistas do primeiro round foram Fernando Haddad (PT) e Celso Russomanno (PRB). O candidato do PRB chamou anteontem de “faraônico”

Ler post