As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Integrante do PSD diz ser mais fácil Bósnia ganhar Copa do que partido romper com PT

Julia Duailibi

13 Junho 2014 | 14h08

O deputado Guilherme Campos (PSD-SP), ex-líder do partido na Câmara, disse que é mais fácil a Bósnia-Herzegovina ganhar a Copa do Mundo de 2014 do que o seu partido, liderado pelo ex-prefeito Gilberto Kassab, romper a aliança em torno da reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). O PSD foi o primeiro partido a declarar apoio a Dilma, em novembro do ano passado.

“Isso é mais vontade e torcida de alguns do que realidade. Temos nossa palavra empenhada”, disse sobre alguns integrantes do PSD que passaram a defender publicamente o rompimento com o PT e o apoio ao PSDB de Aécio Neves. “Só não falo que é zero a probabilidade porque estamos falando de política. Mas a Bósnia tem mais chance de ser campeã da Copa do Mundo do que o PSD voltar atrás”, declarou.

Em São Paulo, o partido já decidiu que irá apoiar a reeleição de Geraldo Alckmin (PSDB), com Kassab na vice. O Palácio dos Bandeirantes ainda negocia a vaga, já que o PSB, de Eduardo Campos, decidiu apoiar o tucano em São Paulo, mas também quer o cargo de vice para fechar a coligação.