1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Eleição e religião

Julia Duailibi

21 agosto 2012 | 17:16

O candidato do PRB à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno, lidera entre os evangélicos pentecostais, com 38% das intenções de voto, segundo pesquisa Datafolha divulgada hoje. Depois dele, no segmento religioso formado pelas igrejas Assembleia de Deus, Universal, Deus é Amor, entre outras, está o candidato do PSDB, José Serra, com 25% das intenções de voto.

Russomanno é católico. A cúpula do seu partido, o PRB, é ligada à Igreja Universal. Serra também articula o apoio dos evangélicos pentecostais. Na campanha, foi criado um grupo para dialogar com o setor,  chamado interdenominacional. Por meio do prefeito Gilberto Kassab (PSD), obteve declaração de apoio de igrejas como a Mundial.

Como a margem de erro é de três pontos porcentuais, Russomanno e Serra empatam tecnicamente entre os católicos (31 a 28) e entre os evangélicos não pentecostais (34 a 31), segmento composto pelas igrejas Luterana, Batista e Metodista, entre outras. Os dois empatam entre os espíritas (29 a 29). O candidato do PRB também lidera entre os que se declaram sem religião. Tem 27% das intenções de voto contra 16% de Serra.

A pesquisa também mostra que o candidato do PT, Fernando Haddad, tem desempenho melhor entre os que não têm religião (16%); Gabriel Chalita (PMDB) entre os católicos (8%); Soninha (PPS) entre os católicos (6%) e entre os espíritas (6%); Paulinho (PDT) entre os evangélicos pentecostais (6%); e Carlos Giannazi (PSOL) entre os evangélicos não pentecostais (2%) e entre os espíritas (2%).