1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Eduardo Campos cola em Marina (ainda mais)

Julia Duailibi

sexta-feira 06/06/14

O PSB, do presidenciável Eduardo Campos, aposta cada vez mais na pré-candidata a vice-presidente Marina Silva (Rede) como alavanca da candidatura do ex-governador de Pernambuco à Presidência. Pesquisa Datafolha publicada hoje mostrou que Campos caiu quatro pontos em relação ao último levantamento feito em maio: passou de 11% das intenções de voto para 7%. Integrantes […]

O PSB, do presidenciável Eduardo Campos, aposta cada vez mais na pré-candidata a vice-presidente Marina Silva (Rede) como alavanca da candidatura do ex-governador de Pernambuco à Presidência. Pesquisa Datafolha publicada hoje mostrou que Campos caiu quatro pontos em relação ao último levantamento feito em maio: passou de 11% das intenções de voto para 7%.

Integrantes da campanha de Campos sublinham o dado da pesquisa que mostra Marina como puxadora de votos. De acordo com o Datafolha, 18% dos entrevistados votariam num candidato apoiado por ela – 30% disseram que talvez votassem em alguém que recebesse o seu apoio. Mas o porcentual de pessoas que dizem que não votariam num candidato apoiado por ela também é alto: 42%.

Levantamento interno do PSB, feito em maio, já mostrava o poder de fogo da ex-ministra do governo Lula em três Estados (São Paulo, Rio e Minas), o que animou a campanha. Eduardo Campos chegou a crescer quase dez pontos porcentuais no Rio de Janeiro quando o nome dela foi colado ao dele. No mais, os dados também mostram desaprovação ao governo Dilma, um forte sentimento de mudança entre os eleitores e um desconhecimento grande sobre Campos – entre os que o conhecem, a maior parte aprova a imagem do ex-governador.