1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

JOÃO BOSCO RABELLO está no jornalismo político desde 1977, em Brasília, onde participou da cobertura do período que vai da abertura do regime militar à Assembléia Nacional Constituinte de 88, passando pela redemocratização, com a eleição e morte de Tancredo Neves, o primeiro governo civil, de José Sarney e os que o sucederam. Iniciou sua carreira em 1974, no extinto Diário de Notícias, no Rio de Janeiro (RJ). Transferiu-se para Brasília (DF), em 1977, onde alternou as funções de repórter político,coordenador, editor e diretor de sucursal, no Correio Braziliense, Empresa Brasileira de Notícias, O Globo, Jornal do Brasil e o Estado de S.Paulo (1990/2013), nessa ordem. É responsável também pelo conteúdo de análise política do serviço em tempo real Broadcast, da Agência Estado.
domingo 24/07/11

Banalização do segredo de justiça faz do Judiciário cúmplice dos maus políticos

O editor-chefe do Diário da Região, de São José do Rio Preto, Fabrício Cacareto, e o repórter Allan de Abreu, foram indiciados pelo promotor Álvaro Stipp, por publicarem trechos de ...

Ler post
quarta-feira 20/07/11

Crise expõe governo gerenciador, de operação no varejo

O foco compreensível na crise do ministério dos Transportes encobre, por ora, os problemas em outras áreas do governo de igual importância estratégica para a Copa do Mundo. Nos ministérios do ...

Ler post
quinta-feira 14/07/11

Transportes dava a Waldemar comando paralelo na base

No processo de intervenção no ministério dos Transportes, uma informação ficou perdida com o governo, que a guardou como trunfo para justificar a determinação presidencial de isolar o deputado Waldemar ...

Ler post
quarta-feira 13/07/11

Dilma faz linha direta com PR do Senado para isolar Waldemar Costa Neto

O Planalto estabeleceu uma linha direta com a bancada do PR no Senado para consolidar o isolamento do deputado Waldemar Costa Neto (SP), cuja liderança sobre a bancada da Câmara ...

Ler post
segunda-feira 11/07/11

Pagot ameaça repetir Jefferson para obter blindagem

Depoimentos como o que o ex-diretor-geral do Dnit, Luis Antonio Pagot, prestará amanhã no Senado, não autorizam previsões porque sempre trazem o risco do imponderável. Mas as benesses do Dnit, ainda ...

Ler post